Conheça mais

HISTÓRIA DA IGREJA BATISTA RENOVADA

A década de 1960 foi muito marcante para a Igreja Batista, que desde o início do século XVII, inicialmente pelos líderes John Smyth e Thomas Helwys, vem mudando a história da humanidade pela pregação das Boas Novas. Nesta década (1960) a sede por um avivamento fez surgir, principalmente no Brasil, o Movimento de Renovação Espiritual.

Primando pelos princípios da autonomia da Igreja Local, várias Igrejas se desligaram da Convenção Brasileira e formaram novas Convenções, sendo a mais conhecida a Convenção Batista Nacional. Mesmo para as Igrejas que permaneceram na Convenção Brasileira o tema "Renovação" não deixou de ser polêmico. Muitos eram simpáticos à visão de uma busca de Deus mais ardorosa em oração, e de uma interpretação mais comum ou literal dos dons espirituais, principalmente as revelações, curas divinas e o falar em línguas espirituais.

Neste contexto, tem início a história da família Damas Cardoso. Roberto Damas Cardoso se converteu em 1957, quando, depois de buscar em religiões, ganhou uma Bíblia de um colega camponês que vivia bêbado. Ao chegar em casa naquela tarde, segurando o novo livro que ganhara, disse: "... minha religião vai sair daqui de dentro..." Ao saber do fato, um vizinho chamado Valdemar se propôs ensiná-lo a Bíblia, sendo que primeiro o ensinaria a ler. Foi uma benção! Depois de um ano foi a vez da sua esposa, devota de quase todos os santos Católicos, e presa à religião dos pais. Certa noite ela sonhou que recebia a visita da mãe, e as duas olhando pela janela viam quando uma pomba branca com ambas as asas vermelhas que voava da direção da lua e posava entre as crianças que brincavam no quintal. Sua mãe indagou o porque de não espantar aquela avezinha, ao que respondeu: "não posso espantar, ela está fazendo bem ao meu marido e minha família..." ao que sua mãe respondeu:"então segue ele". Acordando pela manhã, recebeu coragem e decidiu finalmente confrontar sua mãe. Depois de ouvir parte do sonho, sua mãe lhe disse:"minha filha, se esta religião de seu marido está fazendo bem pra vocês, segue ele." Com a benção da mãe, Joventina Rosa Damas se batizou e transformou toda devoção ao catolicismo num profundo fervor pela Igreja, os cultos domésticos, a oração e o amor aos missionários. Ali, num lugarejo chamado Sertão, interior de Petrópolis (RJ), nascia uma Congregação Batista. Na porta a placa "Cristo a Única Esperança". Um barco desenhava o sonho missionário da Igreja. Três, quatro vezes por semana saía Sr. Roberto e Dna. Tininha (assim a apelidavam) para os cultos, seja no pequeno templo por eles e demais irmãos construído, ou nos lares. Pés empoeirados na ida, e umedecidos de orvalho na volta. Assim as trilhas guiavam os apaixonados por comunhão. Lua clara, noite escura, temporais que só se escondendo debaixo dos ranchos verdureiros à beira do caminho. Acordeão nas costas, lamparina nas mãos e nove filhos atrás, ali ia a caravana da alegria. Quantos missionários se hospedaram nesta casa! Não tinha eletricidade e nem fogão a gás, porém a comida era abundante, e que tempero. Sr. Roberto agricultor, Dna. Tinhinha lavadeira, entre os calos e unheiros dos dedos, o Cantor Cristão arrancava do peito as bíblicas melodias que espantavam o cansaço de um dia, que começava à 05:00h da manhã e só terminava depois do culto doméstico ou onde fosse

Pouco tempo depois Roberto Damas Cardoso foi consagrado a Diácono, e como dirigente da Congregação seguia com fidelidade os programas e metas da Visão Batista. O Pr. Josias Damas Cardoso, filho mais novo da família, recorda com alegria o nome de sua parteira e celebrante do culto de rol de bebês, irmã Orádia. E ainda sua primeira professora de EBD Olga Maria de Aragão. Em 1975 ouve um momento marcante na história desta família. O Norte Americano Pr Billy Granm fazia uma cruzada evangelística pelo mundo, e ao passar pelo Brasil pregou durante uma semana no Rio de Janeiro. Em um destes dias ali estavam em caravana do interior a família Damas Cardoso. O estádio do Maracanã estava lotado, e o pregador flamejava o puro evangelho de Cristo. Nesta ocasião que marcou a todos, o Pr. Josias Damas Cardoso, com então nove anos de idade, sente o ardor pastoral em seu peito e recebe de Deus seu primeiro chamado. Ao que respondeu positivamente, e logo ao regressarem, no primeiro culto na Congregação do Sertão, na pregação do marinheiro Evangelista José Horácio, fez sua decisão pessoal a Cristo como Senhor, sendo batizado pelo Pr. Regiane na 1ª Igreja Batista de São José do Rio Preto (então 5º Dist. De Petrópolis) no dia 14 de março de 1976.

Visitados uma vez por mês pelo Pastor de Petrópolis, a Igreja e a Congregação transcorria em plena normalidade. Depois de um crescimento significativo da Congregação o Diácono Roberto Damas Cardoso tornou-se conhecido na região, pelo seu fervor na oração de cura e libertação de endemoninhados. Em consequência da cura divina de um vizinho foi doado um terreno e construído um novo templo mais próximo da estrada principal.

Porém este fervor não foi bem lido pela Igreja Principal. O caso foi levado à Convenção Paraibana que desligou do Rol de Membros da 1ª Batista de São José do Rio Preto, 27 membros sendo que metade se compunha da família Damas Cardoso.

O Dc. Roberto Damas entrega a chave da Congregação e convoca os desligados para uma reunião que ocorreu no Bairro Jaguará em uma garagem. Deus revelou em sonho para Dona Tininha o novo endereço do templo a ser construído. Com muitos esforços conseguiram o terreno, e construíram o templo em quinze dias e noites com o propósito de passarem a vigília de ano novo já no novo local. Este mover do Espírito Santo sobre um pequeno grupo de uma Congregação Batista no interior de Petrópolis teve seu ponto mais alto no ano de 1984, quando não foi mais possível compartilhar com a Convenção Batista Brasileira as realidades dos dons espirituais e o Poder do Espírito Santo. No dia 16 de dezembro de 1984 se formalizou o desligamento do grupo da Igreja Batista Brasileira. Foi depois de um dia de muito trabalho bruto, que ao darem as mão para orar antes de irem para casa, o Senhor fala pela segunda vez ao Pr. Josias, usando o veterano Pr. José Matoso, sobre sua vocação pastoral.

Foi maravilhoso o quanto este fato trouxe avivamento para toda comunidade. Todos queriam ajudar, e por se tratar de uma comunidade pobre não faltava mão de obra.

Em 7 de dezembro de 1985 nasceu a Igreja Batista na Obra de Renovação Espiritual. Batistas pela mesma Declaração Doutrinária e Visão Administrativa, Renovada pela ênfase nos dons espirituais para o cotidiano e cultos carismáticos.

Ao passar dos anos os líderes vocacionados buscaram formação Teológica sempre desejando o crescimento e expansão pela obra missionária. Em várias incursões missionárias levaram o evangelho ao Ceará, Sul de Minas, Rondônia, aos rincões do Estado do Rio, e em parceria até em outros países.



Publicado em: 13/04/2016 | Crédito: Igreja Batista Renovada Jeruel | Textos relacionados | Página principal

Nossos contatos
Vamos conversar?

  • 24 - 2224-1659 / 2224-5207
  • 24 -
  • secretaria@ibrjmatriz.com.br
  • depcomunicacao@ibrjmatriz.com.br
  • Fale conosco

Redes sociais
Curta nossas redes

Administação do site
Atualizar conteúdo do site